Uncategorized

Comunicado

Caras Associadas

Vimos pelo presente email enviar abaixo as imagens da edição de Fevereiro 2020 que repõe a verdade sobre a noticia da edição de Janeiro 2020 e reforça o nosso comunicado de Dezembro 2019.
Continuamos disponíveis para ouvir e apoiar todos que desejem que o movimento associativo de pais e encarregados de educação em Gondomar seja coeso, informado e esclarecido, focado na melhoria da Educação das nossas crianças e jovens. Por isso é fundamental que as famílias percebam claramente quem e como podem de forma mais assertiva e eficaz defender os seus interesses, os das crianças e dos jovens.
Não desistimos de incentivar, dinamizar e apoiar o trabalho que as Associadas se propõem fazer em prol das crianças e dos jovens na educação escolar e no amparo das famílias na sua responsabilidade educativa.
Mas não nos iludimos, temos a noção do desafio que o presente e o futuro nos apresentam e de que só o sentido do dever e a dedicação de tantos pais, mães e encarregados de educação tornam possível garantir a qualidade da educação. Este trabalho é permanente, sempre exigente e sempre desafiador. Chegam ao sistema interesses paralelos que persistem e multiplicam-se e a instrumentalização do sistema educativo para vários fins ressurge a cada instante, tudo isto e a necessidade premente de termos as justas e adequadas condições de crescimento e de aprendizagem dos nossos filhos, constituem um permanente desafio às famílias e ao Movimento Associativo Parental.
Foi assim que nos apresentamos com a nossa agenda até 2021, intitulada “Com as Associações em Gondomar,Todos Juntos Conseguimos”

O Presidente do CE da FAPAG
Carlos Monteiro

COMUNICADO

A FAPAG (Federação das Associações de Pais do Concelho de Gondomar), única e exclusiva, de direito e de facto, representante das Associações de Pais do Concelho de Gondomar, emite o seguinte comunicado:

  1. A FAPAG enquanto Federação dotada de Utilidade Pública recebeu, em 12 de dezembro um “convite” e/ou “repto” insidioso para a tomada de posse, no Auditório da Escola Secundária de Gondomar, de uma “estrutura” designada “União Concelhia de Associações de Pais de Gondomar” (UCAPG).
  • Foi intentada uma pesquisa na internet, verificando-se que este organismo foi constituído em 04Nov2019 (coincidentemente, no Brasil, o Dia do Inventor), constando a sua sede no Largo Luís de Camões – 4420 – 183 Gondomar (novamente, em “coincidência”com o endereço da Escola Secundária de Gondomar) e, quanto aos seus estatutos, pretendem ter como base subjacente as “associações de pais e encarregados de educação” do concelho de Gondomar”.
  • Atendendo que ainda vivemos num Estado de Direito, a FAPAG alerta, por este meio, que o Movimento Associativo Parental (MAP) é reconhecido desde 1977 e é sustentado em princípios perenes, tais como:
  1. Uma associação de Pais por escola, com órgãos eleitos em Assembleia Geral de Pais e Encarregados de Educação”;
  2. Direito de uma associação de pais se filiar numa estrutura concelhia, sempre por deliberação da sua Assembleia Geral o que, no caso do concelho de Gondomar, é realizada na única Federação, legalmente reconhecida há cerca de 30 anos – a FAPAG;
  3. Direito de uma associação se filiar numa Confederação Nacional de Associações de Pais (CONFAP – Confederação Nacional das Associações de Pais)
  • O edifício jurídico (inclusive constitucional) das associações, no essencial, firma que podem existir associações sobrepostas,  mas sem sobreposição territorial, porquanto só pode existir uma associação de pais por escola que lhe autorize o nome, isto é, onde existe uma Federação não pode haver uma União, a menos que essa união resulte da decisão das assembleias gerais das entidades que a constituam.
  • Anotada a irremediável circunstância, a FAPAG, face ao inusitado “convite” desta intitulada UCAPG, suscita as seguintes questões;
  1. Qual foi a Assembleia Geral Constituinte que criou a dita União? Onde tal ocorreu?
  2. Quais as Associações integrantes dessa Assembleia Geral (não queremos aceitar a suspeita que tenham sido Associadas efectivas da FAPAG que, ainda no corrente ano integraram uma lista que foi apresentada a eleições para os órgãos da FAPAG)? 
  3. Esses elementos, em nome das respectivas Associações de Pais, eram portadores, à data da constituição deste nado morto, das actas das respectivas Assembleias Gerais para se desvincularem da FAPAG – se for o caso – e a promover a constituição da dita União? 
  4. Quem compõe os órgãos estatutários?
  5. Porque se manifestam, de forma fraudulenta, às Associações de Pais de Gondomar com o engodo de se associarem gratuitamente na CONFAP, o que sabem ser violador dos Estatutos desta Confederação?
  • A FAPAG, na defesa intransigente das suas Associadas, considera ainda que a usurpação em curso pode criar um conjunto de situações de ingerência nas atribuições federativas, desse modo confundindo as Associações de Pais associadas da FAPAG (aliás, no email de envio desse “convite” desta estrutura atípica e marginal, é usado, propositadamente, o termo “Federação”, numa clara intenção de mistificar o conceito); pode gerar situações anómalas e indeterminadas às demais instituições publicas de Gondomar, enfim numa premissa de divisão do MAP em Gondomar, anulando a representatividade do que quer que seja, sabe-se lá com que objectivo.
  • Só por má-fé se pode ignorar que a acção desta UCAPG é manifestamente ilegal e. por isso, a FAPAG, ciente da sua responsabilidade, compromete-se, perante as suas Associadas e em prol da erradicação das ilegalidades patenteadas e falta de transparência deste processo, em não reconhecer este nado morto, designado UCAPG e para  além da difusão deste documento pelas várias instituições e comunidades escolares, sociais culturais e outras ligadas com a Educação em Gondomar, na Região e no País, iremos, preparando-nos para o pior e de acordo com os elementares princípios da transparência e legalidade, denunciar as irregularidades, que se nos apresentam tão claras, para decisão sufragada pelas autoridades competentes do nosso Estado de Direito.
  • Por conseguinte a FAPAG, não se desertando dos seus objectivos, atesta que sempre pugnou no intento de colaborar com as instituições e as comunidades educativas e escolares, de forma a concretizar um ambiente saudável para mais e melhor Educação e exorta os decisores dessa UCAPG (numa pretensão, em dialética hegeliana, de “assalto”, a todo o custo, à legitimidade da FAPAG)que abandonem as interpretações enviesadas não descortinando que tais acções, fundamentalmente, acabam por prejudicar o MAP de Gondomar, reiterando-se que esta FAPAG encontra-se disponível para a colaboração/cooperação que se entenda por necessária.

O CE da FAPAG

(deliberação de 16 Dez 2019)

Fiscalidade para Associações de Pais

O nosso auditório foi pequeno onde mais de meia centena de companheiros em representação de mais de 30 associações de pais participaram ontem 22 de Outubro 2019 na ação de formação sobre fiscalidade para as APEE. Informamos os companheiros que se inscreveram e não tiveram vaga que brevemente iremos realizar uma segunda formação.
A todos agradeço a simpatia e entusiasmo que apresentaram e brevemente será divulgada as datas das reuniões individuais.
Todos! Juntos Conseguimos.

Cerimónia de entrega dos Selos”Escola Amiga da Criança”

Caríssimos Companheiros 


FAPAG foi designada pela Confap para organizar a cerimónia de entrega dos selos “Escola Amiga da Criança”, em Gondomar. Esta vai realizar-se  já no próximo dia 20 de setembro pelas 21h na Sala D’Ouro do Pavilhão Multiusos de Gondomar.  


Esta iniciativa lançada pela Confap foi apadrinhada pelo Dr. Eduardo Sá e apoiada pela Leya e este ano, teve ainda, o Alto Patrocínio da Presidência da República. Vamos distinguir meia centena de projetos de nove Agrupamentos públicos e três Estabelecimentos de Ensino particulares do Concelho de Gondomar.


Será para nós uma honra poder contar com a vossa presença!


Porque a vossa presença é de extrema importância para nós, iremos assegurar uma área reservada de destaque às Associações de Pais e o acesso será feito por convite impresso, personalizado e devidamente autenticado.


Certos que terão interesse em participar neste mediático evento, solicitamos que nos informem até ao dia 12 de setembro
 do número de convites que irão necessitar para o email :  fapag.secretaria@gmail.com indicando o nome da Associação de Pais e o nome e contacto do Presidente/Responsável.


No entanto, informamos que o evento terá entrada livre, à restante área da sala para quem não fizer o seu registo.


Com as melhores saudações


O Presidente do CE 
Carlos Monteiro 

A FAPAG continuará a defender a inclusão do inglês no 1°ciclo

A FAPAG na reunião de acompanhamento das AEC’s Gondomar, defendeu a inclusão do inglês nas escolas do nosso concelho nomeadamente no 1 e 2 ano de escolaridade aproveitando as AEC’s. Infelizmente foi entendimento dos nossos parceiros que o inglês não deveria fazer parte do curriculum das nossas crianças nestes anos, já que o inglês curricular inicia no 3ano. A FAPAG continuará a defender a inclusão do inglês o mais cedo possível no 1°ciclo, as nossas crianças só têm a ganhar. Hoje em dia o inglês é uma língua Universal e é fundamental em qualquer atividade escolar e profissional. Quanto mais cedo as crianças se ambientarem aos sons, prenuncia e aos conceitos iniciais, mais depressa vão assimilar a língua inglesa. São inúmeras as escolas públicas e privadas que iniciam o inglês no 1°ano. Parabéns ao concelho da Maia pela iniciativa.
Bom ano letivo para todos.